Engaje Inteligência Digital
Vamos conversar?
Vinicius
Vinicius

Meu E-commerce Não Vende! Entenda o que você está fazendo de errado

Quantas soluções você já buscou na internet para fazer o seu E-commerce (que saiu uma fortuna) começar a vender? Quantas agências, consultores e rezas jogadas ao alento por uma luz no fim do túnel? Sabe o que está faltando? 

VOCÊ ACORDAR!

Sabemos que dói, mas não existe outra forma. Buscar soluções (geralmente baratas) dá na mesma do que comprar livros com os "5 segredos infalíveis de como conquistar as pessoas e ficar rico em 1 semana". Eu vou te dar um exemplo, principalmente para os mais veteranos:

O quanto você investiu em marketing físico para sua empresa chegar onde chegou? 

Quando a internet era um sonho distante, quantos vendedores você não contratou para divulgar sua empresa? Quanto foi o gasto em jingles, panfletos, outdoors e telefonistas? Quantos ramais, veículos, gasolina, você não teve que investir? 

O problema dos empresários que compram uma loja virtual é que quando falam no termo "ela vende sozinha", eles levam isso no literal. Ela REALIZA MUITOS PROCESSOS SOZINHA, além de simplificar muita coisa. Mas achar que não vai dar trabalho e que não haverá gatos com marketing... sério, é que nem acreditar em Papai Noel. 

E sim! Não ter uma loja virtual deixa a sua marca atrás da concorrência. Porque tem gente investindo. Porque tem gente vendendo. Porque tem gente colhendo dados e utilizandos eles com inteligência digital.

O que você (REALMENTE!) precisa fazer para começar a vender com sua loja virtual:

1. Investir

Sim, vai custar. Menos do que fazer uma propaganda física. "Ah, mas R$35.000,00 em um E-commerce é muito caro, e ainda tem a propaganda e a operação!"

Ah é? Quanto sai UMA propaganda física? Uma emissora grande (para dar resultado) vai cobrar uma fortuna por inserção. Você vai pagar os custos da produção da propaganda que será vinculada em uma só campanha. E sabe o que mais? Não terá relatório dizendo quantas pessoas assistiram.

Pare de pagar barato para ter um site! Funcionalidade, navegação intuitiva, site funcional, não ter links quebrados e ter a página de pagamento o mais simples possível requer uma empresa experiente, e que não vai cobrar barato. A diferença é que o resultado irá aparecer. Lembre-se das simples regras que todo E-commerce precisa:

  • O site deve ser responsivo, e isso não é só ajustar as imagens. É retrair os menus e diagramar os layouts para todos os tamanhos de tela.
  • Menos é mais: quanto mais ações o usuário deve realizar para fechar a compra, mais fácil dele desistir. Pare de perguntar um milhão de coisas para eles ou pedir dados inúteis. Feche de uma vez essa venda!
  • Invista no sistema de busca. Muitos sites falham nisso. Não é só o nome. São os termos do produto, e esses termos não podem exibir outros produtos que não são similares, mas possuem as mesmas palavras em seus títulos e descrições. 
  • Invista em formas de modificar o preço. Simplifique a forma de poder colocar a promoção, definindo prazo de início e fim das promoções e,  para o usuário, deixar de uma forma legível e destacada no site. 

2. Ter Paciência

Ninguém fica rico do dia pra noite. 

Se você for novo no ramo, lembre-se que você não vai vender nos primeiros meses a não ser que invista em marketing, e prepare-se porque, na maioria das vezes, as vendas são magras. Isso ocorre principalmente porque o consumidor está cada vez mais esperto e sua loja virtual ainda não criou relevância (que vem com tempo e trabalho) para os mecanismos de busca. Se sua loja possui uma unidade física, é mais fácil para adquirir a confiança do consumidor, porque ele sabe que terá um local para pedir socorro, caso ocorra algum problema com a compra online. 

No entanto, empresários que possuem um E-commerce há mais tempo também passam pelo problema de não vender, por uma questão muito simples: constância. Nenhuma loja física vende sem mudar sua vitrine, sem fazer (e divulgar) promoções, sem realizar convênios etc. porque, então, deveria um site vender quando ele não é atualizado? 

Realizar promoções toda semana dos produtos que não saem do estoque, mudar os banners do site, colocar contagem regressiva, responder os clientes no chat, enviar e-mail marketing... enfim, manter a engrenagem do E-commerce girando. Pode parecer caro, mas você economiza tanto material impresso e facilita tanto a comunicação (sem contar que não são necessários muitos funcionários, como um vendedor, um caixa etc. para finalizar a operação da venda), e a longo prazo, se torna uma ferramenta muito viável para a marca.

3. Inteligência Digital  

O ponto crucial, para quem realmente quer que o E-commerce da marca decole, é o pós-venda.

O pós-venda no meio digital não é só colher a informação, mas também registrá-la, estudá-la e aplicá-la posteriormente. Os E-commerces de sucesso vendem bem porque aplicam rapidamente as informações adquiridas pela plataforma da Loja Virtual. São tantas informações dos usuários que até as imagens criadas para o Facebook, Instagram, etc... passam a ser mais assertivas, pois serão usadas fotos com as características do seu público-alvo. 

No meio físico, não é só difícil colher dados com precisão; também é trabalhoso e custoso aplicar as estratégias a partir desses dados. Campanhas digitais são muito mais práticas de serem aplicadas, trazendo resultados positivos com mais velocidade e usualmente menor custo.

O que fazer para meu E-commerce decolar em 2022?

Sabemos que é complicado ter tempo para implementar uma nova ideia quando você tem uma empresa para tocar. O ideal é você (ou seu gerente de marketing) buscar por uma empresa que trabalhe com inteligência digital, tenha experiência e seja renomada no ramo. Agências assim possuem o pacote completo, desde a criação da loja virtual, a divulgação e estratégia de marketing e até o SAC para atender os clientes.

O valor será mais caro que o habitual, porém a diferença é que, ao invés de pagar por uma loja virtual, você irá investir em uma: a diferença dessas duas palavras é que uma possui retorno, enquanto a outra foi só um gasto. 

Nossos Mergulhadores

  • Fernando
  • Vinicius

Quer saber mais ?

Preencha o formulário e nós
entramos em contato com você.